Rua 5, Lote 3, Albany Medical Center, Sala 414, Águas Claras Norte (DF)

Ronco e Apneia do Sono

A apneia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante o sono, ocorrendo pela aproximação dos tecidos da garganta, fechando a passagem do ar e impedindo a respiração por alguns segundos (geralmente mais de 10 segundos), várias vezes.

O ronco em pessoas com apneia obstrutiva do sono é causado pelo ar que tenta passar pela via aérea estreitada ou bloqueada. No entanto, nem todas as pessoas que roncam tem apnéia do sono.

Os pacientes com apneia podem experimentar em média de 30 a 300 episódios obstrutivos enquanto dorme, o que acaba reduzindo o nível de oxigênio no sangue. O resultado imediato da diminuição do oxigênio, por ativação de um mecanismo reflexo no sistema nervoso é um sono mais superficial e interrompido.

No vídeo abaixo, a Drª Patrícia Pizzo explica as causas, o diagnóstico e tratamento do problema:

SAIBA MAIS

Os principais sintomas da apneia do sono são o ronco e a sonolência diurna excessiva e, frequentemente, se associa com hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, perturbações da memória, atenção, concentração, capacidade de trabalho, acidentes, sonolência e distúrbios emocionais.

As causas desta ocorrência podem ser: neurológicas, flacidez dos músculos da garganta, alterações ósseas a exemplo de retrognatia mandibular, dentre outras. Mais de uma causa pode estar associada a este problema. O tratamento da enfermidade dependerá do diagnóstico.

Para que seja possível determinar a presença e a severidade da apneia do sono, o paciente deve ser submetido a uma avaliação médica e polissonográfica (estudo em laboratório do sono).

Exames do nariz e garganta, além das radiografias, tomografias das estruturas faciais também são necessárias. O tratamento abrange desde a perda de peso do paciente, uso de máscara CPAP de oxigênio durante o sono, cirurgia para remoção do tecido obstrutor das vias aéreas até o uso de aparelhos intraorais, os quais propulsionam a mandíbula para frente aumentando o espaço da bucofaringe

Esta modalidade de tratamento tem ganhado importância por sua facilidade de adaptação e eficácia na resolução dos sintomas.

Quando há o comprometimento esquelético de estruturas faciais, a cirurgia ortognática combinada ao tratamento ortodôntico para avanço mandibular (e maxilar) pode estar indicada.

Agende Sua Consulta

!
!
Style switcher

Choose color style