Rua 5, Lote 3, Albany Medical Center, Sala 414, Águas Claras Norte (DF)

Novidades

Cirurgia Ortognática: entenda como funciona.

Drª Patrícia Pizzo

Como uma boa Corinthiana que sou, o melhor exemplo que dou é do nosso grande goleiro Cássio. Ele é um paciente que seria muito beneficiado pelo tratamento ortodôntico-cirúrgico.

A cirurgia ortognática é conhecida por modificar a posição da maxila e mandíbula, queixo e gengiva, alterando consideravelmente a fisionomia do paciente.

Qual é a indicação da cirurgia ortognática?

É indicada para pacientes com alterações de crescimento ósseo dos maxilares, que causam deformidade na face e alterações na mordida.

Como ela é feita?

Na maioria dos casos, a cirurgia é realizada por dentro da boca. Raramente é feita com corte no rosto. O procedimento consiste basicamente em “soltar” o maxilar superior, o inferior (mandíbula) ou o queixo – e, às vezes, todos eles. A fixação na nova posição é feita com placas e parafusos geralmente de titânio.

É preciso usar aparelho antes da operação?

O tratamento com aparelho antes da cirurgia é necessário. Se os dentes estiverem desalinhados, com alturas diferentes ou tortos, é difícil fazer o encaixe na posição correta durante o procedimento.

Quais são os benefícios?

A cirurgia está sempre voltada para questões funcionais: quando os pacientes sentem dores, não conseguem morder direito, respiram pela boca etc. Porém, muitos pacientes têm dificuldade de se relacionar por se sentirem diferentes dos amigos. Aí, entra a questão estética.

Como é a recuperação?

Não é um procedimento que causa dores no pós-operatório. O inchaço é o maior desconforto. O paciente deve ficar em repouso e nos primeiros 20 dias ingerir apenas líquidos e alimentos pastosos. Ele volta a mastigar normalmente depois de aproximadamente 50 dias.

Se você deseja saber mais sobre a Cirurgia Ortognática agende a sua consulta conosco pelos telefones (61) 3024-1777 | (61) 99904-1777.

Compartilhe:

Agende Sua Consulta

!
!
Style switcher

Choose color style